Voltar Publicada em 03/07/2020

Manchester City goleia Liverpool com ótima atuação.

O Manchester conseguiu uma vitoria por 4 a 0 sobre o Liverpool e eleva moral do elenco.

O Manchester City carimbou a faixa do campeão Liverpool hoje e aplicou uma goleada por 4 a 0 em casa, no Etihad Stadium. Válido pela 32ª rodada do Campeonato Inglês, o jogo não teve torcida para comemorar os gols de De Bruyne, Sterling, Foden e Oxlade-Chamberlain (contra). Porém, não deixa de demonstrar a força do City, que, na rodada anterior, foi derrotado pelo Chelsea em outro clássico e perdeu a chance de alcançar os Reds na tabela. Mas o placar de hoje também mostra, de certa forma, um compreensível nível de relaxamento e "ressaca" do Liverpool.

O time treinado por Pep Guardiola ainda precisa confirmar a segunda colocação, já que ainda pode ser matematicamente alcançado pelo Leicester; neste momento, são 66 pontos para o City e 55 para o terceiro. O Liverpool tem 86 e, evidentemente, não pode mais ser superado. O City recebeu o adversário com um honroso corredor de aplausos, mas colocou o Liverpool na roda durante boa parte do confronto. Aos 17 do primeiro tempo, Gabriel Jesus foi acionado e poderia ter tido grande chance de marcar, não fosse o fato de que estava em posição irregular. Menos de 10 minutos depois, Joe Gomez agarrou Sterling — de todos os jeitos, segurando até as genitais do atacante — dentro da área e cometeu o pênalte. De Bruyne, cirúrgico, fez a cobrança e converteu a batida em gol, o primeiro do City na goleada. A abertura do placar obrigou o Liverpool a se expor mais na partida, mas isso só ajudou ainda mais o City e liberou opções de contra-ataque. Como ocorreu aos 34 minutos, em boa jogada com participação de Jesus e Foden, que terminou com Sterling balançando a rede. Phil Foden foi bem na criação de oportunidades e ao aproveitá-las, e o jovem inglês mostrou que não treme diante de um goleiro como Alisson. Por isso, aos 45 do primeiro tempo, ele tabelou rapidamente com De Bruyne, confundiu a zaga e tocou na saída do brasileiro. A derrota não muda a vida do Liverpool, que já tinha o título garantido desde a semana passada, mas a equipe tentou impor mais respeito no segundo tempo. Infelizmente para os comandados de Klopp, isso só resultou em mais exposição para os contra-ataques do City. Aos 20 minutos, o contragolpe levou a bola para os pés de De Bruyne, que fez a inversão de jogo e deu um passe açucarado para Sterling. O atacante inglês chutou para a meta, e a bola ainda desviou em Oxlade-Chamberlain antes de entrar em gol contra. Ainda houve tempo para Mahrez ter um gol anulado pelo VAR por toque de mão; este teria sido o quinto do City no jogo.

Fonte: Uol

Fotógrafo: Imagens meramente ilustrativas